Ir para o conteúdo Pular para o rodapé

O que fazer quando nos sentimos estagnadas na terapia?

Será que o sentimento de estar falando dos mesmos assuntos e não indo para lugar algum está aparecendo por aí?

O sentimento de estar estagnada na terapia pode ser desafiador e desanimador. É natural que, em algum momento do processo terapêutico, você se sinta paralisada e sem progresso aparente. 

A terapia é também um espelho que reflete a forma com que estamos nos sentindo na vida, e por isso essa sensação de estar presa, sem saída é algo que pode estar acontecendo também em outras áreas da sua vida.

É importante lembrar que somos mulheres únicas e complexas e que perceber novos caminhos e possibilidades é um processo que envolve uma série de fatores que podem influenciar no nosso desenvolvimento. Alguns desses fatores incluem a nossa história de vida, a nossa personalidade, as nossas crenças e valores, e as circunstâncias atuais da nossa vida.

Mas compreendo que se você está investindo tempo e dinheiro na sua saúde mental com a terapia, então é importante garantir que você esteja obtendo o máximo benefício dessa experiência. Por isso preparei algumas sugestões para você experimentar durante esse processo:

1 – Preste atenção nos seus sentimentos:

Anotar e refletir sobre os seus sentimentos após a sessão de terapia pode ser uma estratégia poderosa para lidar com a sensação de estagnação. Quando colocamos no papel nossos pensamentos e emoções, conseguimos ter uma visão mais clara do que está nos incomodando e, consequentemente, trabalhar melhor essas questões na terapia. 

Além disso, quando refletimos sobre os sentimentos que surgiram na sessão, conseguimos identificar padrões de comportamento e pensamento que podem estar nos impedindo de progredir na terapia e na vida. Isso nos dá a oportunidade de discutir esses padrões na próxima sessão e pensarmos sobre novos caminhos para eles.

Asian girl doing workout, breathing exercises, relaxing at morning time

2 – Busque ser honesta consigo mesma:

Se você quiser obter o máximo benefício da terapia, é importante ser honesta consigo mesma e com o seu terapeuta. Isso pode significar falar sobre coisas difíceis ou desconfortáveis, mas é fundamental para o processo de mudança.

3 – Busque ser paciente e compreensiva com seu ritmo:

A mudança não acontece da noite para o dia. É importante ser gentil e paciente consigo mesma enquanto trabalha em seus objetivos.Por isso, é importante ser paciente consigo mesma e entender que o processo de mudança pode ser gradual e exigir tempo e dedicação. E lembre-se o nosso tempo não é o mesmo tempo da sociedade, da tecnologia. Que nos acelera e nos cobra.

4 – Fale com sua terapeuta:

Não tenha medo de falar sobre seus sentimentos de estagnação com o seu terapeuta. Ela ou ele podem ajudá-la a explorar esses sentimentos e encontrar novas perspectivas para avançar no processo terapêutico.

5 – Continue caminhando:

Ir à terapia regularmente pode ajudar você a manter a motivação e a construirmos cada vez mais um relacionamento forte e de parceria para te ajudar nos seus importantes. Tente manter uma programação consistente e fazer da terapia uma prioridade em sua vida.

Lembre-se, o processo de terapia pode ser desafiador, mas também pode ser incrivelmente gratificante. E se precisar de apoio nesta jornada de buscar uma relação mais positiva consigo mesma e de se aproximar de uma vida que faça mais sentido, clique AQUI para saber como funciona a Terapia Online para Mulheres.

Seja avisada sobre mais conteúdos como este:

Coloque seus dados abaixo e receba dicas para te inspirar na sua jornada de autoestima 😉

Deixe um comentário

plugins premium WordPress

Learn how we helped 100 top brands gain success.

Let's have a chat

Pular para o conteúdo